8.5.08

(in)útil IV

11 Comments:

Blogger © efeneto said...

Pressenti o naufrágio
que me deixou só neste deserto:
os seus olhos de mar já me haviam avisado.
Uma tempestade de palavras
silenciosas como convém
ou ardilosas como lhe convinha,
espalhou o caos no velame
e o barco desgovernou-se
e doeu-me no interior que sou.
****
Uma tempestade de palavras
Para lhe desejar um fim-de-semana
Cheio de sonhos concretizados.
Aproveite e leve uma recordação do
Ø G®¡†ö ðö Þöë†ä
Para colocar junto á nossa amizade.
Deixo um saco de beijos e abraços,
Façam o favor de escolher e de serem felizes.

11:42 da manhã  
Blogger LNeves said...

Granda foto miuda!!! Realmente fiquei a pensar... Será útil ou inútil??? :/

***MUAH***

2:35 da tarde  
Blogger EDUARDO said...

Pesada ou em leveza, a beleza não se mede aos quilos, ela é.

Bonita foto, sugestiva...

10:03 da manhã  
Blogger scaramouche said...

parabéns pelo blog.

6:14 da tarde  
Blogger Gi said...

um outro olhar ..

inútil para umas coisas , útil para uma bela foto.

Um beijo

(tem o Prémio Blog Diamante à tua espera e ...uma árvore :) )

11:35 da tarde  
Blogger Maria Laura said...

Excelentes fotos de abandonos, decadências. Excelentes, mesmo!

12:00 da tarde  
Blogger Luis Beirão said...

Belíssima foto, de facto...
Abandono expresso por uma balança.... interessantíssimo.

4:02 da tarde  
Blogger Beatriz Hierro Lopes said...

Olá!

O Anatomia do Vulgar - acabou, o meu novo blog é: www.atthestillpoint.wordpress.com

Vejo que o teu continua interessante como sempre :)

Abraço,

B.H

7:32 da tarde  
Blogger Plum said...

De uma grande utilidade para a arte fotográfica!***

7:45 da tarde  
Blogger mariazinha said...

encontrou utilidade no fundo da tua lente. e que bem ficou!

:)*

11:49 da tarde  
Blogger gabriela r martins said...

expressivo olhar sobre as coisas

[in]úteis


.
um beijo ,deste lado da câmara

12:30 da manhã  

Enviar um comentário

<< Home