10.1.08

Moldura que o dia inventou





Esta é a moldura mais perfeita
Que o dia inventou

Reduz as palavras apenas à admiração
Que contemplam o brinde
numa espécie de euforia neste céu

Resgato as palavras
Que se vão perdendo
Sem trazer imperfeição às sílabas

Banhado de luz
Derrama-se no olhar
o tempo que percorre
e viaja por dentro
Mais perto da forma

Viagem dissolvida
No exacto momento em que o olhar s’ entrega

Recuperando a natureza das coisas simples
Algumas sem nome, nem matéria
Voláteis…
Como um corpo indistinto porque são frágeis

Etiquetas:

35 Comments:

Blogger Noivo said...

gosto de blogs interessantes e parece ser o caso! Voltarei se a porta não estiver fechada:)

4:59 da tarde  
Blogger maria josé quintela said...

deixá-las inomináveis. as coisas simples.
.
.
.
basta-lhes esta moldura que o dia inventou.
.
e
.
o olhar de quem a captou!

6:21 da tarde  
Blogger as velas ardem ate ao fim said...

Perfeitos são este poema e esta imagem.

bjinho

7:00 da tarde  
Blogger un dress said...

frágeis

as nuvens que nos viajam...

7:22 da tarde  
Blogger Viajante pelos Sentidos said...

Que tenhamos sempre belas molduras a contemplar... e quando não as tivermos, que hajam sempre belas palavras para ler e viajar...
Gostei muito!
Vim agradecer o comentário ao meu post - humildezinho em comparação ao que por aqui li!

Vou voltar!

Um beijo viajante... e obrigada!

8:40 da tarde  
Blogger Nikita said...

Olá,
Quanto ao teu blog, podes ter a certeza que ganhaste uma "cliente" frequente ;)

Beijos,
Nikita

10:42 da tarde  
Blogger Ela said...

Moldura dos dias.


Duros.

De tão bela.mente d.escritos.

Por ti.





____/

Beijo

11:45 da tarde  
Blogger tufa tau said...

e, por trás, o sol...
na moldura perfeita

12:25 da manhã  
Blogger jumpman said...

Uma moldura que nos faz sentir mais pequenos, perante essa imensidão de cores.
Fazendo com que a mente também fuja um pouco e por momentos viaje.

12:50 da manhã  
Blogger Pearl said...

Este espaço deixa-nos quase em extâse!
:o)))***

11:50 da manhã  
Blogger Maria said...

senti-me mto bem por aqui...esta banhado de luz :)beijoquinhas

1:27 da tarde  
Blogger Maria Laura said...

A simbiose palavras/imagem. Total. Uma beleza.

2:44 da tarde  
Blogger lampâda mervelha said...

Os espelhos do céu...

6:48 da tarde  
Blogger Shelyak said...

"Viagem dissolvida
No exacto momento em que o olhar s’ entrega"

E assim fiquei a pensar...
Beicito! :)

8:10 da tarde  
Blogger Alguém Comum said...

:) .......
:) .......

palavras para quê?

10:27 da tarde  
Blogger Maria José said...

A arte da e na Natureza, essa que os olhos desejam e tantas vezes perdem no horizonte ao curvar da estrada... deixando fugir palavras e sentimentos.

7:31 da manhã  
Blogger isabel mendes ferreira said...

resgato esta moldura.

belíssima. volátil mas perdurável na memória.




________________.

8:32 da tarde  
Blogger Siala ap Maeve said...

uma moldura perfeita para as palavras perfeitas...mescladas numa imagem...
Obrigada pela visita
Bjos meus

10:54 da tarde  
Blogger Hyoma said...

Palavras sublimes!

This blog is f*#$"# Awesome!

Agradeço a inspiração!

***

12:42 da tarde  
Blogger Menina do Rio said...

A perfeita imperfeição!

Um beijo

2:05 da tarde  
Blogger irneh said...

Olá

Muito harmonioso este post. As palavras certas para a imagem perfeita. Gostei!

Beijinhos

3:19 da tarde  
Blogger O Profeta said...

Conheces o Povo do Arco-Íris....?



Doce beijo

7:38 da tarde  
Blogger mariazinha said...

lindo.
outro dia, num regresso a casa como tantos outros, olhava o céu e era exactamente assim.

:)*

9:45 da tarde  
Blogger Plum said...

Beleza primordial!***

2:11 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

Uma foto que é única. É que a seguinte já não seria igual. Também na vida, os momentos são unicos, tornando-se irrepetíveis.
Fica bem.
E a felicidade juntinho de ti.

http://de-proposito.blogspot.com/

8:25 da tarde  
Blogger Twlwyth said...

Contemplar a Beleza transparente da Natureza.

11:22 da tarde  
Blogger Metamorfose said...

Todas as imagens que guardamos são perfeitas e não se repetem, lindo o céu com a sua explosão de luz. Um beijo

2:37 da tarde  
Blogger NETMITO-X-MULTIPLICITY said...

Gosto de ler o que escrevres como sempre...
PROCURA O EQUILIBRÍO NOS TEUS OLHOS...*
:)

7:21 da tarde  
Blogger MARIA MERCEDES said...

A luz e a sombra...o eterno dualismo universal! Acontece, apenas, porque sentimos os seus "contornus"....

10:41 da tarde  
Blogger Ina said...

Quando as palavras são reduzidas à admiração chegamos ao silêncio, contemplação...Adoro te visitar :)

besos

11:23 da tarde  
Blogger A estranha said...

Belas, todas estas tuas molduras feitas de palavras...

Voltarei...

*

4:28 da manhã  
Blogger Bento said...

Lembra-me de tempos de criança, em que para o céu ficava a olhar, a espera de ver as nuvens em figuras imaginarias se formar,

9:02 da manhã  
Blogger Som Do Silêncio © said...

Palavras emolduradas, por mim digeridas suavemente nesse céu banhado de luz.
Beijos iluminados

10:07 da tarde  
Blogger Rain said...

Consegues fazer destas imagens a inspiração perfeita para tão especial mistura de palavras...

10:51 da tarde  
Blogger lupussignatus said...

Luzidia, esta tela...

Mesmo se a luz é coada pelas nuvens...

Bom fim de semana!

11:07 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home