1.7.07

Entreaberta ao verso





Num absoluto recorte
A sua nudez
Envolta
Numa aurora de estio
Entreaberta ao verso


Abriga no regaço
Um odor sacro
Incestuoso convite
Ao palato


Tecendo um abraço
Solene
carregando a despedida
turvada de cores

Etiquetas:

3 Comments:

Blogger Rafeiro Perfumado said...

Olá, ContorNus. Diz-me uma coisa, as fotografias deste blog são tiradas por ti? Se são, os meus parabéns, há algumas muito boas, mesmo.

Vim cá agradecer a tua visita, e voltarei, já que estou a pensar em criar um blog só para fotografias, e acho que aqui vou encontrar dicas para aquilo que quero fazer.

Uma beijoca para ti!

2:17 da tarde  
Blogger Vieira Calado said...

Volto aqui pela música, os poemas e as belasfotos. Obrigado também por visitar meu blog

2:52 da tarde  
Anonymous Jofre Alves said...

Já por aqui não passava há uns tempos mas a qualidade e o interesse dos artigos continuam os mesmos, sempre apreciável, um dos mais ricos em conteúdo e carinho!

8:27 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home