18.9.07

torpor da morte


À sombra triste
e desencantada
Surge latente
um silêncio que resoa aos ruídos
Odores de uma putrefação
Amargo torpor da morte
se desfaz(endo) em fria lama

Etiquetas: ,

3 Comments:

Blogger lampâda mervelha said...

Fez-me lembra que o Amor é assim

|por vezes|

11:04 da manhã  
Blogger Som Do Silêncio said...

Uma Imagem que me faz os olhos vidrar, e as tuas palavras me arrepiar.
Tal o sentido latente que possuem.

Um Beijo Silencioso

9:34 da tarde  
Anonymous louco insano said...

Porque a vida por vezes é assim e os sentidos se misturam com o próprio fascínio da morte. O que é horrivel torna-se talvez incrivelmente belo, com a sua beleza própria.

1:53 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home