12.3.07

Pirata do mar













Entregue ao fastio das horas
deslocado e inerte,
à pressa dos dias,
lês no meu olhar, um silêncio mavioso.

Naufragamos amigos
na mesma vontade esquecida
que se esconde na areia
e desponta no sal.

No enlevo das cores
tens a estrela polar apontada.
Ateias à água quimeras espessas
sem perder de vista
o lado de lá.

Como um pássaro pousado
inerte, como se fosse distraído
guardas silêncios de espuma

Guardo o peso do tempo
desfeito nas mãos
em tonalidade azul
pirata do mar

2 Comments:

Anonymous Jofre Alves said...

Vim timidamente espreitar, e fiquei, como imagina, logo satisfeito pelo que vejo e revejo, está tudo conforme os mandamentos do mais fino gosto e qualidade, como manda “a lei”. Quem sabe fazer blogues assim está de parabéns. Óptimo fim-de-semana.

6:16 da manhã  
Blogger Plum said...

O "Pirata do Mar" é realmente fantástico!Mas o seu verdadeiro lugar é nas águas do mar!*

4:41 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home